jusbrasil.com.br
25 de Fevereiro de 2021
    Adicione tópicos

    VIAGEM A MACEIÓ

    O Presidente do Sindijudiciário, Carlos Thadeu Teixeira Duarte, os Delegados e observadores que estiveram no Congresso Nacional dos Trabalhadores do Poder Judiciário organizado pela FENAJUD em Maceió, nos dias 10, 11, 12 e 13 de novembro, informam que apesar de importantes temas debatidos no evento, sentiram-se frustrados com a desorganização no evento devido ao local não comportar o grande número de participantes e embates políticos motivados por brigas internas entre dirigentes da Direção da FENAJUD que se encerrava naquele evento.

    Para entender: o anfitrião do Congresso, que foi o Presidente do Sindicato do Poder Judiciário do Estado de Alagoas, fazia parte de outra chapa (da qual também participavam o Presidente do Sindijudiciário, como Coordenador Geral da Região Sudeste e Margareth Virginio Soares, como candidata ao Conselho Fiscal). Na referida chapa encabeçada pelo Estado de Santa Catarina havia onze sindicatos). Em outra chapa liderada pelo Estado da Bahia, Minas Gerais, Rondônia e outros estados, estava a atual presidente da FENAJUD, Maria José (Zezé).

    Durante os trabalhos as contas da Diretoria que se encerrava foram rejeitadas em votação. Os membros da Diretoria tiveram que ser substituídos. A Comissão Eleitoral renunciou (acredita-se que como manobra política). Os suplentes da Comissão foram convocados. Um dos membros (pertencente ao Sindicato da Bahia) efetivos da Comissão carregou as cédulas eleitorais e não foi mais visto. Os trabalhos foram suspensos em comum acordo com as duas chapas concorrentes sendo sugerida uma comissão composta por três representantes de cada chapa para dirigir a entidade até a realização de uma nova eleição que deverá acontecer em 90 dias.

    Vale destacar que, por informações extraoficiais, o Presidente do Sindijudiciário está sendo convocado para uma reunião do Conselho de Representantes em uma data a ser definida, para encaminhamento da nova eleição.

    O Sindijudiciário repudia tais atos antidemocráticos porque precisamos de uma FENAJUD ética e fortalecida para lutar pelos direitos dos trabalhadores do Judiciário de todo o país.

    0 Comentários

    Faça um comentário construtivo para esse documento.

    Não use muitas letras maiúsculas, isso denota "GRITAR" ;)